vidros
vidros

QUEM SOU EU?

publicado em 09/10/2014
compartilhe:

Muitas são as crises que passamos durante nossa breve vida nesta terra, financeira, conjugal, emocional e familiar são apenas alguns exemplos, mas qual é a maior crise que um ser humano pode enfrentar? Acredito que a maior delas é a Crise de Identidade.
A "Crise de Identidade" é terrível, pois - ao invés de atingir o meio onde o homem está - ela afeta o homem em seu ponto mais vulnerável: Na sua Mente. Imagine que um animal forte como o Leão começa a se comportar como uma de suas presas, o que seria do "rei da floresta" se ele se enxergasse como um "pobre e indefeso" animal? Ou ainda se o urso tivesse a mentalidade da avestruz?
Pois bem, mundo animal a parte a verdade é que estas situações descrevem perfeitamente o que ocorre no mundo dos humanos: vivemos em uma eterna guerra contra nossa própria natureza, não aceitamos quem nós realmente somos, e queremos ser tudo o que não somos, ou não deveríamos ser. Aceitamos que somos qualquer coisa, só não aceitamos a verdade que está expressa nas Palavras de Deus. Se Deus diz que somos a sua imagem e semelhança, dizemos: não queremos ser a semelhança dos animais.
Ao invés de acreditarmos que somos Criados por Deus, preferimos ter evoluído de uma ameba.
Quando Ele fala que nos perdoou nós continuamos a nos cobrar e martirizar, e nos consideramos eternamente culpados.
Agora se Ele fala sobre a nossa "tendência" para o pecado, nós insistimos em acreditar que somos inculpáveis.
Até onde vai o nosso conhecimento sobre quem nós somos? Até onde aceitamos a opinião de "qualquer um" para nos descrever e definir? Vivemos de acordo com a opinião de homens, de acordo com a nossa própria opinião, ou de acordo com a "Opinião" de Deus?
Nossos grandes problemas só se tornaram grandes por nossa própria incapacidade de nos enxergar corretamente, não vemos como Deus vê e não nos vemos como Deus nos vê. Qual a solução para este "grande problema"? Como abandonar esta vida de engano e reconhecer a verdade? A resposta é uma só: Acreditando em Deus! É o único caminho, acreditar em Deus, crer na veracidade das Suas Palavras. É esta atitude que nos levará a entender quem realmente nós somos, e quando isto ocorrer então veremos que a maior parte dos nossos "grandes problemas" são na verdade apenas pequenas gotas frente ao oceano, pequenas vaidades, um rápido e passageiro momentos diante da imensidão da eternidade que nos aguarda.
Vivo de acordo com minha identidade ou assim como o Povo de Israel estou agindo como Gafanhoto, e vendo meus inimigos como Gigantes? Certamente não somos gafanhotos.
Afinal de contas: Quem somos nós? Deus nos tem chamado de seus filhos, sim, Filhos Amados. Agora, a pergunta mais importante: É assim que eu me vejo? É esta a imagem que tenho de mim: Filho Amado de Deus? Se a resposta for sim, então a última pergunta de hoje: Tenho me comportado de acordo?


<< voltar