vidros
vidros

CRIADO PARA SE TORNAR SEMELHANTE A CRISTO

publicado em 02/06/2014
compartilhe:

“Deus já sabia o que estava fazendo desde o principio. Ele decidiu desde o início formar a vida daqueles que o amam com os mesmo parâmetros da vida de seu Filho (Jesus). Nele,(Jesus) vemos a forma original planejada para nossa vida Nele.”
(Romanos 8: 29)

“Olhamos para o Filho, e vemos o verdadeiro propósito de Deus em tudo que foi criado.”
(Colossenses 1: 15)

Você foi criado para se tornar semelhante a Cristo. Desde o princípio, o plano de Deus é fazê-lo semelhante a seu Filho, Jesus. Esse é o seu destino e propósito de vida. Deus anunciou esse intento já na criação. “Disse Deus: ‘Façamos o homem à nossa imagem e semelhança’.”
(Gênesis 1: 26)

Em toda criação, somente o ser humano foi feito “à imagem de Deus”. Esse é um grande privilégio, que muito nos honra. Não podemos absorver tudo que essa frase abrange, mas com certeza é possível analisar alguns aspectos: assim como Deus, somos seres espirituais – nosso espírito é imortal e sobreviverá ao nosso corpo terreno; somos intelectuais – podemos pensar, ponderar e solucionar problemas; como Deus, o ser humano é relacional – podemos dar e receber amor verdadeiro; somos dotados de consciência moral – podemos discernir entre o certo e o errado, o que nos torna responsáveis diante de Deus. A bíblia diz que todas as pessoas, e não apenas os cristãos, detêm parte da imagem de Deus. Esse é o motivo pelo qual o assassinato e o aborto são errados.
(Gênesis 9: 6
– Salmos 139: 13-16).

Mas a imagem está incompleta e foi danificada pelo pecado. Então, Deus enviou Jesus para restaurar essa imagem à sua plenitude, que havíamos perdido.
Com o que se parece a plena “imagem e semelhança” de Deus? Ela se parece com Jesus Cristo! A bíblia diz que Jesus “é a imagem exata de Deus”, “a imagem do Deus invisível” e “a expressão exata do seu ser”.
(II Coríntios 4: 4
– Colossenses 1:15)

As pessoas que usam frequentemente a expressão “tal pai, tal filho”, para se referir à semelhança entre ambos, e quando as outras pessoas percebem a semelhança entre nós e nossos filhos, isso nos agrada. Deus também quer que os filhos dele manifestem sua imagem e semelhança. A bíblia diz: “Você foi [...] para ser semelhante a Deus em justiça e santidade”
(Efésios 4: 24).

Temos que ter clareza: nós jamais nos tonaremos Deus, ou mesmo um deus. Essa mentira, impregnada de arrogância, é a mais antiga tentação de satanás. Ele prometeu a Adão e Eva que, se seguissem seu conselho, seriam “como deuses”
(Gênesis 3: 5).

Muitas religiões e filosofias da Nova Era ainda promovem a velha mentira de que somos divinos e podemos nos tornar deuses. O desejo de ser divino manifesta-se toda vez que tentamos controlar as circunstâncias, o futuro e as pessoas ao redor. Na condição de criaturas, porém, jamais seremos o Criador. Deus não quer que você se transforme num deus, e sim que se torne como ele – que assuma valores, atitudes e caráter próprio da divindade.
“Adote uma maneira completamente nova de viver – uma vida moldada por Deus, uma vida renovada no interior e que se manifeste na conduta de vocês, à medida que Deus reproduz detalhadamente o caráter dele com vocês”.


<< voltar